Um dos segmentos mais populares e com bom desempenho do universo de franchising brasileiro, as franquias de alimentação buscam se adaptar às mudanças de gosto e estilo de vida da sociedade. Nesse contexto, as redes que adotam o conceito de fast casual estão ganhando terreno no mercado.

O grande número de concorrentes e as constantes oportunidades de crescimento também estimulam a competitividade e os bons resultados do setor de alimentação.

➥ Busca franquias de comidas para investir? Confira nosso guia de franquias de alimentação (com valores de investimento)

A Associação Brasileira de Franchising (ABF) aponta que, dentre os 12 segmentos de atuação do franchising brasileiro, o setor de alimentação está entre os que apresentaram maior crescimento no primeiro trimestre deste ano, com 6,6% de crescimento em faturamento.

Já no segundo trimestre, as franquias de alimentação cresceram 8,1%, registrando faturamento de 11,8 bilhões de reais. A ABF destaca ainda o setor de culinária asiática, que teve desempenho ainda maior, com expansão na casa dos 9% no segundo trimestre.

O segmento de alimentação, além do registro de crescimento e faturamento em alta, vivencia momentos de transformação e adaptação às mudanças dos consumidores. Uma delas é o surgimento do fast casual, que vem conquistando clientes em todas as regiões do país. A novidade é responsável por mudanças no padrão de atendimento de restaurantes, no entendimento de fast food, e na qualidade dos cardápios.

Identificando o fast casual nas franquias de alimentação

Termo relativamente novo no Brasil, o fast casual já está em alta nos Estados Unidos, país em que surgiu. Esta modalidade é um gênero do fast food, porém, com foco maior em oferecer aos clientes uma alimentação saudável, a partir de alimentos frescos e refeições preparadas “com comida de verdade”.

Outros diferenciais estão no modo em que as comidas são servidas: os restaurantes não oferecem serviço de mesa e as refeições são entregues aos clientes com qualidade superior – comparada aos lanches das tradicionais redes de fast food -, além de proporcionar aos clientes uma atmosfera mais leve e agradável nos restaurantes.

No Brasil, existem algumas redes que surgiram no mercado com o principal objetivo de ser fast casual. Já as que atuam no segmento há mais tempo vêm se adaptando à demanda dos clientes e às mudanças do mercado.

O principal ponto que caracteriza o modelo fast casual é a qualidade dos alimentos. Nos restaurantes e lanchonetes fast casual, as refeições são preparadas com ingredientes frescos e, muitas vezes, orgânicos. A intenção é que os pratos se diferenciem daqueles comumente encontrados em fast foods, ao investir em uma maior qualidade, tanto nos insumos quanto no modo de preparo.

A especialista em franquias Mércia Vergili, consultora da GSPP, aposta no potencial de expansão desta modalidade de restaurantes, principalmente, devido à preocupação das marcas com o quesito qualidade.

“No modelo fast casual, os pratos são mais refinados, porém, sem o serviço que acompanha um restaurante. São serviços mais informais e, em muitos casos, os clientes contam com a facilidade das entregas. O fast casual une as vantagens e agilidade de fast food, ao melhor sabor de uma alimentação melhor preparada”, comenta Mércia.

Para a especialista, os consumidores brasileiros recebem bem as novidades do segmento de alimentação. “Os fast food tradicionais são bem apreciados pelos brasileiros, mas é importante que as marcas deem atenção maior às linhas fit. Não é todo dia que o consumidor quer uma refeição de fast food. Os brasileiros têm procurado, cada vez mais, uma alimentação mais saudável e natural”, opina.

O segundo ponto de destaque do fast casual, é a mudança no ambiente em que os clientes fazem as refeições. A decoração é mais aconchegante e, também, mais simples. Tudo pensado para que o consumidor se sinta mais acolhido e estimulado a permanecer mais tempo no restaurante.

A tecnologia também anda de mãos dadas com as redes de franquias fast casual. Os clientes encontram recursos como Wifi gratuito, aplicativos para pedidos de comida e terminais de autoatendimento. Além disso, os restaurantes mantêm uma forte presença nas redes sociais, o que fortalece as relações com os clientes já fiéis, e costuram novos laços com futuros consumidores da marca.

O modelo de serviço deste gênero é um destaque no mercado. As cozinhas e o momento de preparo de um sanduíche, por exemplo, costumam ser visíveis ao consumidor. Outro atrativo é oferecer pratos customizados de acordo com o gosto do cliente.

Escolhendo uma franquia de alimentação fast casual

Aos franqueados interessados em investir em uma franquia de alimentação fast casual, Mércia Vergili destaca a importância de buscar marcas bem estruturadas e maduras, que já tenham experiência no mercado brasileiro e aporte para transferência de know how aos franqueados.

“Marcas assim podem treinar muito bem os franqueados, dando orientações e suporte do que é necessário para um bom desempenho do negócio”, afirma a consultora.  As orientações da franqueadora abrangem desde a qualidade dos insumos utilizados para a preparação das refeições, até o modo de atendimento ao cliente da marca.

Mércia ressalta que, independente do ramo de atuação do empreendedor, um bom franqueado deve ser, também, um bom operador de loja, ter bom relacionamento com os funcionários e o público. “Além disso, deve saber treinar e reter a equipe de colaboradores e ter afinidade com o tipo de negócio. Um bom franqueado é um empreendedor aberto a aprender novos sobre negócios e a trabalhar pelo melhor resultado da operação”, finaliza a especialista da GSPP.

A seguir você confere algumas opções de franquias de alimentação que adotam o conceito fast casual. Os dados de investimento são divulgados pela ABF ou informados pelas empresas.

1Los Mex

Com 58 unidades franqueadas, a Los Mex foi fundada em 2010, expandindo por franchising quatro anos mais tarde. A rede é especializada em comida mexicana de alta qualidade. Aos franqueados, oferece as opções de investimento standard, express, container e food truck.

Investimento total: R$ 75 mil a R$ 235 mil
Taxa de franquia: R$ 35 mil a R$ 60 mil
Royalties: R$ 1.000 mensal
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: de 6 a 24 meses

2Brasileirinho

Com 110 unidades franqueadas em diferentes regiões do país, a Brasilieirinho trabalha com a venda de refeições típicas, feitas principalmente via delivery, além de atender pedidos para retirada no balcão e consumo no local, conforme o modelo da unidade. São diversos pratos tipicamente brasileiros vendidos em um box.

Investimento total: R$ 100 mil a R$ 130 mil
Taxa de franquia: R$ 30 mil
Royalties: R$ 1,5 mil no primeiro ano; R$ 2 mil nos demais
Faturamento médio: R$ 60 mil a R$ 80 mil
Prazo de retorno: 18 a 24 meses

3DNA Natural

A DNA Natural é uma rede de alimentação saudável. Os clientes encontram opções de wraps, sucos naturais, smoothies, grelhados e saladas. Atualmente são mais de 250 unidades em todo o país, e quase 30 anos de atuação em franchising.

Investimento total: R$ 159 mil a R$ 235 mil
Taxa de franquia: R$ 39,9 mil
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 90 mil
Prazo de retorno: de 24 a 36 meses

4Mixirica

A marca aposta em alimentação saudável na venda de refeições, lanches e sobremesas. Com mais de 100 unidades franqueadas, a rede ofereces aos franqueados opções de investimento modelo loja para shopping e hipermercado, loja de rua e franquia modelo quiosque.

Investimento total: R$ 190 mil a R$ 230 mil
Taxa de franquia: R$45 mil
Royalties: 6%
Faturamento médio: R$ 40 mil a R$ 80 mil
Prazo de retorno: 30 meses

5Parmeggio

Com 58 unidades franqueadas, a Parmeggio é uma rede de restaurantes de serviço rápido. A marca oferece opções de refeições completas, sanduíches, porções e bebidas. Como diferencial, a Parmeggio aposta no modo de cozinhar: as carnes e os hambúrgueres do Parmeggio não são fritos, são preparados na chair broiler, sem adição de gordura.

Investimento total: R$ 200 mil a R$ 390 mil
Taxa de franquia: R$ 35 mil a R$ 40 mil
Royalties: 4% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 120 mil
Prazo de retorno: de 24 a 36 meses

6Jin Jin Wok

A marca foi criada em 1992 e, atualmente, possui mais de 70 unidades franqueadas em 11 estados brasileiros – a maioria das lojas está instalada em shoppings pelo país. A Jin Jin oferece aos clientes uma experiência gastronômica que preza pela excelência com preços justos e cardápio variado.

Investimento total: R$ 515 mil
Taxa de franquia: R$ 45 mil
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 130 mil
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

7Montana Grill

A marca foi elaborada com o intuito de oferecer aos clientes uma culinária rápida, saborosa, com preços acessíveis e cardápio variado. A Montana também conta com uma linha premium, pratos com até 500 calorias, lanches, saladas e linha executiva.

Investimento total: R$ 540 mil
Taxa de franquia: R$ 45 mil
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 140 mil
Prazo de retorno: de 24 a 36 meses

8Boali

A marca é focada em alimentação saudável. O cardápio oferece um mix completo de opções fast casual, como grelhados, crespes, açaís, wraps, saladas, sopas, sucos, chás, sobremesas entre outras refeições.

Investimento total: R$ 200 mil a R$ 700 mil
Taxa de franquia: R$ 55 mil
Royalties: 6%
Faturamento médio: R$ 100 mil a R$ 140 mil
Prazo de retorno: 30 a 40 meses

9Subway

A rede de franquias Subway conta, atualmente, com mais de 44 mil unidades franqueadas em 110 países. Os lanches tem foco na alimentação saudável, e são preparados com alimentos frescos na frente do cliente. Os sanduíches podem ser personalizados de acordo com o gosto e a preferência de cada consumidor.

Investimento total: R$ 357,5 mil a R$ 715 mil
Taxa de franquia: R$ 12,5 mil a R$ 25 mil
Royalties: 8% do faturamento líquido
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: não informado

10Gendai

A marca é um fast casual e restaurante típico de comida japonesa. Fundada em 1992, a Gendai surgiu com a proposta de ser uma loja de produtos japoneses fora do circuito comercial da Liberdade, bairro de São Paulo. Expandiu por franchising em 1996 e, atualmente, possui 62 unidades franqueadas em diferentes regiões do país.

Investimento total: R$ 530 mil a R$ 610 mil
Taxa de franquia: R$ 50 mil
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 160 mil
Prazo de retorno: de 36 a 48 meses

11Giraffas

Presente no Brasil há mais de 30 anos, a marca possui mais de 530 unidades franqueadas no país, além de franquias nos Estados Unidos. O Giraffas oferece modelo fast casual em lojas mais confortáveis, com ambientes aconchegantes, entrega rápida e valores acessíveis.

Investimento total: de R$ 140 mil a R$ 960 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 36 a 60 meses

12Mania de Churrasco

A marca é uam rede de franquias de churrascaria, que oferece duas modalidades de serviço ao cliente: à lacarte e buffet express. Os clientes encontram os restaurantes em praças de alimentação de shoppings centers à preços convidativos.

Investimento: R$ 800 mil
Taxa de franquia: R$ 80 mil
Royalties: 6% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 210 mil
Prazo de retorno: de 24 a 36 meses

DEIXE UMA RESPOSTA