Apesar das constantes novidades no franchising, uma coisa permanece a mesma: as franquias de alimentação se mantêm como as mais consolidadas do mercado. Com isso, esse é um dos segmentos que mais fica de olho nas tendências e traz aos investidores modelos modernos para atender a demandas dos consumidores.

Em 2017, as franquias de alimentação conquistaram bom desempenho e faturaram alto. Só no primeiro semestre do ano, o faturamento do setor ultrapassou a marca de 19 bilhões de reais, registrando um crescimento de 5% em relação ao mesmo período de 2016. Os dados são da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

➥ Busca franquias de comidas para investir? Confira nosso guia de franquias de alimentação (com valores de investimento)

Para este ano, as expectativas também são positivas, tanto para o setor de franquias quanto para o mercado de foodservice em geral, que deve se recuperar da crise econômica dos últimos anos.

“Acreditamos que em 2018 vamos observar a retomada da expansão e novas aberturas no setor de alimentação fora do lar. A retomada de crescimento deverá ser liderada por conceitos já amadurecidos como o de padarias, cafés, massas/pizzas, grelhados e sanduíches/burgers”, aponta Fernando Cardoso, head de foodservice da AGR Consultores.

Porém, não são apenas os modelos já tradicionais que devem ganhar espaço. Segundo Fernando, espera-se que o mercado deve acompanhar a introdução de novos conceitos, que ainda não estão consolidados.

Tendências de franquias de alimentação: nichos e produtos

Uma das principais tendências é a de alimentação saudável e produtos naturais. “O cuidado com a alimentação continua em alta e agora aparece dividido em vários segmentos internos, como as superfoods, os produtos free (free gluten, free carbo, etc.), os voltados em praticidade, como sopas frias, entre muitos outros”, aponta Lucas Atanázio Vetorasso, estrategista e CEO do Grupo ATNZO.

De fato, o mercado de alimentação saudável tem registrado um crescimento expressivo nos últimos anos e deve crescer ainda mais: segundo um estudo da Euromonitor, a expectativa é que esse setor cresça cerca de 4,4% ao ano até 2021.

Quem pensa em entrar nessa área, deve ficar de olho nas novidades e nos nichos possíveis para atuação. Além daqueles já citados – alimentos sem glúten, sem carboidratos e funcionais -, produtos para preparação em casa também prometem se destacar.

“Percebo como tendência no setor os orgânicos, quer para restaurantes, que servem saladas e sucos incrementados e saudáveis, quer em mercados de orgânicos, para comprar alimentos para serem preparados em casa, tendo certeza de estar levando tudo orgânico e natural”, comenta Mércia Machado Vergili, consultora da GSPP.

As franquias de bebidas são outra alternativa nesse segmento, como indica Fernando: “bebidas frias como sucos, smoothies e chás também têm boas perspectivas de crescimento”.

Além das franquias especializadas em alimentação saudável, outro tipo de culinária deve se expandir no mercado: o de etnias, as franquias que servem comidas típicas de determinados países e regiões.

“As alimentações baseadas em culturas tem se expandido. O Brasil não vive apenas de italiano e fast food. Os sabores do oriente podem surpreender a muitos paladares este ano, entre outras culturas alimentares que estão entrando no país”, afirma Lucas.

Esse nicho não abre espaço apenas para restaurantes mexicanos, japoneses, chineses e árabes: a culinária brasileira também pode ser explorada. “Temos muito espaço para lançamentos de conceitos baseados em culinária regional brasileira”, ressalta Fernando.

Modelos já tradicionais do mercado e que ainda são pouco presentes no mercado de franchising também têm oportunidade de crescimento, especialmente em formatos mais enxutos. Para Mércia, um bom exemplo são as padarias: “elas têm crescido em modelo de franquia e há espaço para crescerem ainda mais, com espaços pequenos e bem aproveitados”, assinala a consultora.

Tendências de franquias de alimentação: modelos e formatos de operação

Falando em modelos e formatos de atuação, as oportunidades são diversas entre as franquias de alimentação que estão em alta.

Uma boa notícia para o investidor é que uma das tendências é apostar em modelos mais enxutos. “Modelos compactos têm se mostrado de grande valia. Alguns com faturamento equivalente ao de grandes lojas físicas, com custo operacional bem menor”, destaca Lucas. Assim, vale a pena atentar-se para modelos de quiosque, store in store, franquias móveis e atendimento delivery – esse último, aliás, uma tendência bastante forte.

“O delivery vai continuar crescendo, sendo cada vez mais adotado pelos restaurantes e operadores tradicionais. Também vamos observar novos restaurantes com operações exclusivamente para atender o delivery. O formato ‘grab & go’ (pegar e levar para comer fora da loja) também deverá ser muito explorado como opção de capturar um público que tem pouco tempo para se alimentar, principalmente nas refeições matinais e almoço”, explica Fernando.

Modelos de loja de conveniência, que focam em praticidade para os clientes, também prometem fazer sucesso. “O autosserviço é o futuro e tem se mostrado em formas de empórios, stores, hortifrútis, entre outros”, sugere Lucas.

A personalização de pedidos também deve ganhar força na preferência dos consumidores. De acordo com Mércia, “os restaurantes com pratos customizados, seja massa, sanduíches, pizzas, tudo que o cliente escolhe o que quer e como quer, apesar de estarem já há algum tempo no mercado, continuam atuais e hoje os clientes sabem escolher melhor o que querem”.

Vale a pena apostar em franquias de alimentação que estão em alta?

Apesar das promessas de sucesso serem bastante atrativas, apostar em um segmento que é tendência não é uma decisão simples. Afinal, o mercado de franquias já vivenciou modas que duraram pouco e acabaram não se sustentando a longo prazo – foi assim, por exemplo, com algumas das redes especializadas em paletas mexicanas, modelo que bombou há alguns anos.

Para Lucas, as “modinhas” são fáceis de se identificar: são, em sua maioria, negócios de alta sazonalidade e com mix de produtos pequeno.

“Veja bem, sou a favor de mix de produtos compacto, mas é importante se lembrar que um bom negócio de alimentação deve conter produtos complementares agregados ao seu core, para que o andamento do negócio seja autossuficiente. Fique de olho em negócios limitantes”, alerta o especialista.

Outro ponto de atenção está relacionado à concorrência no mercado. “A maioria destes modelos de negócios tem baixa barreira de entrada e, de um momento para o outro, passam a ter mais lojas destes produtos do que clientes. Este é o ponto de perigo e onde o franqueado tem dificuldade em recuperar o investimento”, explica Mércia.

A estruturação da franquia também faz a diferença na permanência do negócio na atividade, como esclarece Fernando: “para muitas apostas de franquias ‘da moda’ que não tiveram sucesso no setor de alimentação, a causa dos problemas não foi relacionado a aceitação dos consumidores pelo produto oferecido, mas sim pela qualidade do serviço ou alto custo operacional. Não basta ter uma boa oferta, tem que conseguir entregar bem”.

Para avaliar se vale a pena ou não investir em uma franquia de alimentação que está em alta, os especialistas aconselham que os interessados façam uma análise cuidadosa do plano de negócios, do público-alvo da rede e do mix de produtos, além de uma auto-análise de perfil.

Por fim, uma análise de risco com base no capital disponível para investimento é fundamental. “Caso tenha alta dependência econômica do retorno esperado e baixa capacidade de investimento para corrigir desvios nas expectativas de vendas ou de execução operacional do novo negócio, a recomendação é que tenha muita cautela se optar por investir em conceitos que não estejam com o ciclo de maturidade entre comprovado e consolidado”, finaliza Fernando.

A seguir, você confere algumas opções de franquias de alimentação que estão em alta, selecionadas com base na opinião dos especialistas. Os dados de investimento foram informados pelas própria empresas ou são divulgados pela ABF.

1N1 Chicken

*Este é um conteúdo publieditorial, patrocinado pela marca Kwikasair.Com foco no atendimento delivery, a N1 Chicken é uma rede de fast food especializada em frango frito. O cardápio também conta com opções de acompanhamentos, bebidas e molhos. A operação é enxuta, exigindo apenas dois funcionários na equipe. Saiba mais sobre a franquia.

Investimento total: R$ 60 mil a R$ 75 mil
Taxa de franquia: a partir de R$ 25 mil
Royalties: R$ 1,1 mil
Faturamento médio: R$ 60 mil
Prazo de retorno: 9 a 16 meses

2Monkey

*Este é um conteúdo publieditorial, patrocinado pela marca Kwikasair.A Monkey é uma rede de franquias de fast food que trabalha com vários segmentos em um único espaço. O cardápio conta com pratos executivos, sanduíches, porções, sorvetes, cervejas e sucos, além de uma opção para o cliente montar seu prato de massa. São dois modelos de negócio (loja padrão e express), e as franquias podem ser instaladas em cidades pequenas e do interior. Saiba mais sobre esta franquia.

Investimento total: R$ 66,9 mil a R$ 102,6 mil
Taxa de franquia: R$ 14 mil a R$ 20 mil
Royalties: 4%
Faturamento médio: R$ 48 mil a R$ 70 mil
Prazo de retorno: 15 meses

3Bolos do Cerrado

*Este é um conteúdo publieditorial, patrocinado pela marca Kwikasair.A Bolos do Cerrado trabalha com um modelo de loja centrado no autoatendimento, com um mix de produtos com sabores variados de bolos. Entre as opções, estão alimentos com uma pegada mais saudável e natural: bolos veganos, bolos integrais e bolos sem adição de açúcar. Saiba mais sobre esta franquia.

Investimento total: R$ 155 mil
Taxa de franquia: R$ 45 mil
Royalties: R$ 990 (mensal)
Faturamento médio: R$ 55 mil
Prazo de retorno: até 36 meses

4Akasa do Açaí

Trabalhando no ramo de alimentação saudável, Akasa do Açaí tem como carro chefe da rede os produtos preparados à base de açaí. O produto pode ser servido em diferentes formatos – barca, copo, tigela, taças -, além das lojas oferecem ao cliente um modelo self service.

Investimento total: R$ 78 mil a R$ 108 mil
Taxa de franquia: R$ 20 mil
Royalties: R$ 1 mil fixo
Faturamento médio: R$ 50 mil
Prazo de retorno: 12 a 24 meses

5Mais Você

Com modelos de franquia de loja e quiosque, a Mais Você é uma rede de lojas de conveniência. O franqueado pode operar nas modalidades in line, food court, store in store e quiosque, instalando a unidade em praças de alimentação, pontos de rua, shoppings, galerias, malls e postos de gasolina.

Investimento total: R$ 91 mil a R$ 228 mil
Taxa de franquia: R$ 35 mil a R$ 45 mil
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 40 mil a R$ 80 mil
Prazo de retorno: 12 a 36 meses

6Los Mex

Especializada em culinária típica mexicana, a Los Mex tem em seu cardápio opções de pratos como burritos, tacos, quesadillas, chilli, fajitas, guacamole e nachos, além de sobremesas e bebidas. São quatro modelos de franquia disponíveis: loja de rua, loja de shopping, food truck e container.

Investimento total: R$ 75 mil a R$ 231 mil
Taxa de franquia: R$ 20 mil a R$ 50 mil
Royalties: R$ 1 mil a R$ 2 mil fixo
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 10 a 24 meses

7Fastcook Delivery

Posicionando-se como um fast food de comida caseira, a Fastcook Delivery tem como principal produto a marmicook, marmitas com tamanhos diferentes que podem ser entregues via delivery. Os clientes podem personalizar suas marmitas de acordo com alimentos de sua preferência.

Investimento total: R$ 100 mil
Taxa de franquia: R$ 25 mil
Royalties: 5%
Faturamento médio: R$ 70 mil
Prazo de retorno: 18 meses

8Pão To Go

A proposta da Pão To Go é trabalhar com um modelo de padaria que proporcione agilidade de compra para o consumidor, através de quiosques, lojas de conveniência e drive thrus, além de um formato de boutique em que os produtos são servidos para consumo imediato.

Investimento total: R$ 120 mil a R$ 250 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 50 mil
Prazo de retorno: 18 a 24 meses

9Sirène

O Sirène trabalha com um prato típico inglês, o fish & chips (peixe empanado com batata frita). O cardápio também vende porções separadas de peixe e batata frita, chopes artesanais, sanduíche de peixe e peças de vestuário de marca própria. A franqueadora disponibiliza franquias nos modelos pocket, express e standard.

Investimento total: R$ 130 mil a R$ 175 mil
Taxa de franquia: R$ 50 mil
Royalties: 5 salários mínimos
Faturamento médio: R$ 90 mil
Prazo de retorno: 12 a 24 meses

10Saladenha

A Saladenha é uma franquia de alimentação saudável que tem em seu cardápio opções da sanduíches, saladas, wraps, caldos, marmitas, sucos e sobremesas. O carro chefe da rede é a salada servida no pote, que também pode ser montada pelo cliente com os ingredientes que quiser. As franquias também atendem pedidos delivery.

Investimento total: R$ 130 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 5% sobre faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 40 mil a R$ 50 mil
Prazo de retorno: 16 meses

11Substância

A Substância tem como especialidade a gastronomia light: a marca oferece pratos light, fitness, sem glúten, sem lactose, funcionais. O cardápio conta com carnes, lanches, sanduíches, pizzas, sopas, risotos, bebidas e sobremesas, tudo vendido congelado para uma fácil preparação em casa.

Investimento total: R$ 130 mil a R$ 290 mil
Taxa de franquia: R$ 25 mil a R$ 55 mil
Royalties: não cobra
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

12Pão & Companhia

Trabalhando com a comercialização de produtos típicos de padaria, além de oferecer atendimento como cafeteria, a Pão & Companhia tem três formatos de franquias disponíveis para investidores: dois modelos de loja (revenda e standard) e quiosque.

Investimento total: R$ 150 mil a R$ 1,1 milhão
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 3%
Faturamento médio: R$ 200 mil
Prazo de retorno: 12 a 60 meses

13Creps

Tendo os crepes como produto principal, a Creps também oferece opções de grelhados, lasanhas, omeletes, panquecas, ravioli, tapiocas, saladas, wraps e waffles. A maior parte dos pratos pode ser personalizada pelo cliente, que escolhe os ingredientes para montagem do pedido.

Investimento total: R$ 160 mil a R$ 450 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 6% do faturamento bruto
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 12 a 24 meses

14Suco Bagaço

Especializada em sucos, a Suco Bagaço é uma franquia que se posiciona no mercado de alimentação saudável. Além das diversas opções de sucos, a rede oferece também alimentos como saladas e sanduíches, que podem ser montados pelo cliente, escolhendo os ingredientes desejados.

Investimento total: R$ 185 mil a R$ 295 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: variável
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 18 a 24 meses

15Brasil Vexado

A Brasil Vexado é uma rede de franquias especializada em culinária típica brasileira. O cardápio oferece pratos regionais, como carne de sol, charque, baião de dois e cartola, com diversas opções de pratos executivos, sanduíches e boxes. As refeições podem ser montadas de acordo com a preferência do cliente, e as lojas também trabalham com delivery.

Investimento total: R$ 189 mil a R$ 380 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 6% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 150 mil
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

16Ponto Natural

A Ponto Natural oferece produtos voltados à alimentação saudável, incluindo no mix opções diet, light, sem glúten, sem lactose, alimentos funcionais e orgânicos. A rede vende produtos naturais a granel, farinhas, grãos, cereais, chás, suplementos e vitaminas, temperos, castanhas e frutas, entre outros.

Investimento total: R$ 199,5 mil a R$ 400 mil
Taxa de franquia: R$ 40 mil
Royalties: 4% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 60 mil
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

17Kiwi Sucos

Com a proposta de trabalhar com produtos naturais e integrais, a Kiwi Sucos oferece em seu cardápio diversas opções de sucos, vitaminas, açaí, tapiocas, sanduíches, saladas, omeletes, caldos, panquecas, cremes e sobremesas. São seis modelos de franquia disponíveis: lojas de rua, lojas de shopping, quiosque de rua, quiosque de shopping, store in store e modelos específicos para escolas e universidades.

Investimento total: a partir de R$ 200 mil
Taxa de franquia: R$ 50 mil
Royalties: 6% sobre faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 40 mil a R$ 60 mil
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

18Terra Madre

Especializada em alimentação saudável, a Terra Madre é uma rede de franquias de empórios que comercializa produtos orgânicos, integrais, veganos, sem glúten, sem lactose, entre outros. As lojas contam com um espaço de conveniência e com uma feirinha de alimentos frescos.

Investimento total: R$ 210 mil a R$ 270 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 200 mil
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

19Las Empanadas

Las Empanadas é uma rede de franquias especializadas em culinária típica da Argentina, tendo como carro chefe as empanadas, incluindo opções light e integrais. Há opções de franquias de lojas e quiosques.

Investimento total: R$ 250 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 5% sobre faturamento bruto
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 18 a 24 meses

20Youburger

A Youburger é uma rede de franquias de hamburguerias que trabalha com o sistema de montagem do lanche pelo próprio cliente, que pode escolher o tipo de pão, hambúrguer, complementos e molhos. O cardápio conta ainda com opções de acompanhamentos, petiscos, sobremesas e bebidas, com atendimento delivery.

Investimento total: R$ 250 mil a R$ 500 mil
Taxa de franquia: R$ 50 mil a R$ 70 mil
Royalties: 5% do faturamento bruto
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 24 a 36 meses

21Empório Döll

A Empório Döll é uma rede especializada em produtos naturais, orgânicos e integrais, oferecendo um mix de produtos que inclui grãos, cereais, alimentos sem glúten e sem lactose, frutas secas e desidratadas, chás, suplementos, temperos, entre outros.

Investimento total: R$ 260 mil
Taxa de franquia: R$ 40 mil
Royalties: 4% de faturamento bruto
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 28 a 36 meses

22Saúde no Copo

A Saúde no Copo tem como carro chefe os smoothies, além de oferecer em seu cardápio opções de sucos, cafés, wraps, sanduíches, salgados, saladas, açaí, entre outros. As franquias são no formato de loja e a rede busca por franqueados que se identifiquem com o lifestyle saudável.

Investimento total: R$ 280 mil a R$ 350 mil
Taxa de franquia: não informado
Royalties: 2% do faturamento bruto
Faturamento médio: R$ 80 mil
Prazo de retorno: 36 a 60 meses

23Rik’s Burger

A Rik’s Burger trabalha com um conceito de “pegue e leve” por meio do drive thru, presente em todas as lojas da marca. O mix de produtos inclui opções de lanches, combos, saladas e sorvetes.

Investimento total: a partir de R$ 450 mil
Taxa de franquia: não cobra
Royalties: 4%
Faturamento médio: R$ 75 mil a R$ 110 mil
Prazo de retorno: variável

24Spoleto

Com especialidade em comida italiana, a Spoleto tem no cardápio diversas opções de massas e saladas. As lojas permitem que o cliente monte um prato personalizado, escolhendo o tipo de massa, ingredientes complementares e molhos.

Investimento total: R$ 480 mil a R$ 880 mil
Taxa de franquia: R$ 60 mil
Royalties: 6% do faturamento bruto
Faturamento médio: não informado
Prazo de retorno: 36 a 40 meses

25Casa Graviola

Com foco em comida saudável, a Casa Graviola é uma rede de restaurantes que oferece diversas opções de pratos salgados, sobremesas, sucos, opções veganas, sem lactose e sem glúten.

Investimento total: R$ 525 mil
Taxa de franquia: R$ 60 mil
Royalties: 6%
Faturamento médio: R$ 177 mil
Prazo de retorno: 14 meses

DEIXE UMA RESPOSTA